quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Como Eu Era Antes de Você - Jojo Moyes



Sinopse

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Quando o café onde trabalha fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.


Resenha

Há muito tempo não lia um livro desse gênero, mas foram tantas as opiniões positivas que o encarei com muita boa vontade. Louisa não demorou a me conquistar com seu jeito despretensioso, seu humor autodepreciativo, sua transparência. Também me irritou com sua passividade em relação ao menosprezo que recebia da família. Aqueles pais me tiraram do sério, sempre colocando Louisa pra baixo e enchendo a bola de Katreena, sua irmã egoísta.

Achei Will um personagem apaixonante, mesmo com sua ranzinzice totalmente justificada. Adorei sua inteligência, seu sarcasmo e as alfinetadas que dava em Louisa. Era linda a maneira como ele, mesmo naquela cadeira de rodas, conseguia lhe apresentar um mundo novo, através da música, da literatura, dos filmes, mas, principalmente, de suas experiências.

A autora conseguiu criar cenas muito divertidas, narrando as tentativas, às vezes desastrosas, de Lou tirar Will de sua apatia. Mostrava também seus acertos, que criavam um vínculo cada vez maior entre os dois. Os momentos de Louisa com Patrick, seu namorado super atleta, também foram ótimos, um cara obcecado pelo próprio fisico, mas ridiculamente insensível, um contraponto perfeito para Will.

Mas chegou um ponto em que descobri que, apesar da linda história, dos bons personagens, mesmo sendo bastante estereotipados, da trama bem conduzida, o texto da autora é muito fraco. Esperava uma escrita mais madura, diálogos mais consistentes. Conforme eu lia, mais ficava enjoativa a leitura, tanto que levei sete dias para terminar um livro de 319 páginas. Quanto ao final, não esperava nada diferente, as coisas tinham realmente de terminar daquele modo, porém senti falta de mais emoção. Uma história tão dramática merecia um final mais bem trabalhado. Achei que aconteceu tudo muito rápido. Gostei da história, me envolvi com o drama de cada personagem, me emocionei em algumas cenas, mas muitas dessas qualidades se diluíram num texto tedioso. Ou seja, gostei da história, mas esperava mais. Me decepcionei com sua escrita. Dessa forma, até pretendo ler outros livros da autora, mas com uma expectativa bem menor.